Móveis de Lina Bo Bardi e Roberto Burle Marx ganham mostra em NY

Por SILAS MARTÍ
Cadeira de Lina Bo Bardi em mostra que começa em março na galeria R & Company, em Nova York
Cadeiras de Lina Bo Bardi em mostra que começa em março na galeria R & Company, em Nova York

Depois de Joaquim Tenreiro e Sérgio Rodrigues, a R & Company, galeria de Nova York especializada em mobiliário moderno brasileiro, vai destacar a produção de Lina Bo Bardi e Roberto Burle Marx numa exposição marcada para o final de março.

Não é nenhuma surpresa que reservaram a data para coincidir com a abertura da megamostra “Latin America in Construction”, também marcada para o fim de março, no MoMA, em Nova York. Ou seja, enquanto um dos maiores museus da cidade revê a produção arquitetônica de Bo Bardi e Burle Marx, será possível –para poucos– levar uma dessas peças para casa.

Em meio às comemorações do centenário de Bo Bardi, celebrado no fim do ano passado, a exaltação de seu mobiliário, tema de uma mostra na Casa de Vidro, em São Paulo, no ano passado, era a vertente que faltava entre os movimentos de mercado.

Obra de Roberto Burle Marx, que estará em mostra da galeria R & Company, em Nova York
Obra de Roberto Burle Marx, que estará em mostra da galeria R & Company, em Nova York

Burle Marx, alvo de uma retrospectiva com suas pinturas agora em cartaz na Pinacoteca do Estado, também merece a lembrança no exterior, em especial por sua atuação em projetos icônicos na fase heroica da implantação do modernismo no Brasil.

Tudo isso é mais um capítulo de uma febre do mercado internacional em torno do mobiliário moderno brasileiro, que já foi assunto de uma reportagem da “Ilustrada” publicada no ano passado.