Akram Zaatari terá primeira individual no Brasil

Por SILAS MARTÍ

Um dos maiores nomes da arte contemporânea, o libanês Akram Zaatari terá sua primeira mostra individual no Brasil. Estarão no Galpão VB, em setembro, séries clássicas do artista, como “The End of Time”, “Red Chewing Gum” e “Dance to the End of Love”, esta última inédita no país.

plastico_zaatari2

Zaatari é um dos criadores da Fundação da Imagem Árabe, que luta para preservar a memória visual dos países da região, e se tornou conhecido por trabalhos que discutem a vida dos homossexuais no Oriente Médio.

Exceção luminosa Proibido de usar a fachada para projeções desde que estampou mensagens contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff em abril, violando a Lei Cidade Limpa, o prédio da Fiesp foi autorizado agora a mostrar obras de arte do próximo Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, o File, que começa em 11 de julho. Encerrada a mostra, no entanto, o painel volta a ser desligado.

De mudança Depois de ocupar uma salinha escondida na rua Augusta, parte do galpão da Baró, na Barra Funda, e, nos últimos anos, um espaço na rua Estados Unidos, a galeria Emma Thomas está de mudança para o casarão Otaviano Alves de Lima, nos Campos Elíseos. O novo endereço, antiga residência de um barão do café construída no início do século passado, estreia no mês que vem com uma mostra do artista Victor Leguy.

De mudança 2 Depois de ocupar uma fábrica de luvas, um spa abandonado, entre outras ruínas, o projeto Iscream prepara nova exposição num prédio comercial nos Jardins.

Tipo exportação Mais artistas brasileiros estão na mira de grandes galerias do exterior. O espólio de Lygia Clark, já representado pela Alison Jacques, de Londres, pode entrar para o time da Luhring Augustine —a casa de Nova York já representa o brasileiro Tunga.

Tipo exportação 2 A gigante suíça Hauser & Wirth também negocia para representar as obras de Paulo Roberto Leal, artista naïf do país que está em plena ascensão.

plastico_vieira

Tuca Vieira Em seu “Atlas Fotográfico de São Paulo”, Tuca Vieira registrou cada ângulo da metrópole —as 203 imagens da série estarão na Casa da Imagem a partir de 9 de julho.