Diretor do Valongo Festival, Iatã Cannabrava lança projeto fotográfico para documentar o Brasil

Por SILAS MARTÍ

Uma tentativa de radiografar o Brasil em imagens, com fotógrafos documentando o que acontece longe das metrópoles do país, está sendo idealizado pelo curador Iatã Cannabrava. Sua ideia é registrar o impacto da crise que abala o país nos moldes da Farm Security Administration, movimento que o governo dos EUA bancou na Grande Depressão. Cannabrava já apresentou o projeto a André Sturm, secretário paulistano da Cultura, e José Luiz Penna, o secretário estadual da área. Ambos devem apoiar.

Troca-troca Iatã Cannabrava, aliás, diz que foi sondado por José Luiz Penna para assumir o comando do Museu da Imagem e do Som, instituição ligada ao governo paulista, mas preferiu não aceitar.

Troca-troca 2 O secretário, no entanto, nega. Por meio de sua assessoria, Penna diz que as conversas com Cannabrava, que chamou de “grande profissional”, giraram em torno de seu Valongo Festival, que chega à segunda edição neste ano em Santos, no litoral paulista.

Troca-troca 3 Isa Castro, atual diretora do MIS e alinhada com o ex-diretor André Sturm, deve permanecer no cargo, de acordo com a secretaria.