Vândalos furtam partes de instalações de Angella Conte na Oficina Cultural Oswald de Andrade

Por SILAS MARTÍ

Três obras de Angella Conte, em mostra agora na Oficina Cultural Oswald de Andrade, foram alvo de vândalos —uma pedra, um garfo de prata, um relógio de bolso e uma bengala foram furtados de instalações da artista.

Segundo a direção do centro cultural ligado ao governo do Estado, aquele é um “espaço alternativo”, que “não tem condições de oferecer um sistema de segurança” e que artistas expõem obras ali por sua própria “conta e risco”. Desde o sumiço das peças, a exposição só abre quando um monitor está na galeria.

Casa nova O Projeto Leonilson, responsável pelo espólio do artista, terá uma nova sede até o fim do ano. Herdeiros doaram a antiga casa da família na Vila Mariana, e o instituto, hoje num sobrado do bairro, vai se mudar para lá. Em setembro, Leonilson terá mostra individual na Americas Society, em Nova York.

Casa nova 2 Chegando à quinta edição em agosto deste ano, a feira de design Made vai trocar o Jockey, onde acontece desde a estreia, pelo pavilhão da Bienal de São Paulo.

Novo andar A galeria Jaqueline Martins, que funciona num galpão no centro paulistano, vai expandir seu espaço expositivo, incorporando agora em agosto o térreo do prédio.