Artista detido pela polícia durante performance, Maikon K. voltará a fazer ato nu em Brasília

Por SILAS MARTÍ

Impedido pela polícia de realizar uma performance em Brasília há duas semanas, Maikon K., enquadrado por praticar o que seria um “ato obsceno”, vai voltar ao pátio do Museu Nacional em setembro para refazer a ação em que fica nu dentro de uma bolha de plástico —a original foi destruída pelos homens da PM.

Em sua nova versão, o ato do artista, que esteve na mostra de Marina Abramovic em São Paulo, fará parte de outra ação, com centenas de pessoas posando nuas para o fotógrafo Kazuo Okubo em plena Esplanada dos Ministérios.

Mais pelados O Despina, centro cultural no Rio, convocou um encontro entre público e artistas —todo mundo nu— dentro da mostra “Os Corpos São as Obras”, em cartaz até agosto. “Teremos uma cachacinha para desinibir nossas carnes”, promete o convite.