Fazenda nega isenção fiscal à feira Semana de Arte, que sofre primeira baixa entre galerias estrangeiras

Por SILAS MARTÍ

Não haverá isenção fiscal para a Semana de Arte, feira que abre as portas de sua primeira edição no hotel Unique, na semana que vem. Num quadro de recessão econômica, a Secretaria de Estado da Fazenda paulista decidiu não enviar o pedido de isenção do ICMS apresentado pelos organizadores da feira ao Confaz, conselho nacional que autorizaria a medida.

Isso significa que obras que poderiam ter descontos nos valores de cerca de 40% só poderão ser vendidas pelo preço normal, motivando a saída da galeria Sprovieri, de Londres, do evento. De acordo com Thiago Gomide, um dos organizadores da feira, o espaço abriu uma brecha para a entrada de outras galerias nacionais que ainda serão anunciadas.

Enquanto isso, a SP-Arte, maior feira realizada na América do Sul e concorrente da Semana, vem garantindo a isenção do ICMS desde 2013, mas precisará pedir a renovação do benefício para a sua próxima edição em abril do ano que vem.